Viajando com crianças

Viajando com crianças: carrinho, dining plan e crachás.

Por: | julho 5th, 2009 | 27 Comentários

Tags:          

Um site que eu adoro e que eu e meu irmão usamos muito na hora de planejar a viagem foi o Viajando para Orlando. Aí quando comecei a escrever esse blog achei legal fazer uma propaganda por lá e avisar ao pessoal que estava deixando por aqui os relatos da minha trip. E muita gente veio, e muita gente começou a me perguntar sobre dicas e detalhes sobre “como foi ir com crianças”. Então resolvi fazer um post especial sobre o assunto.

Em primeiro lugar ir pra Disney com crianças é Incrível... crianças de qualquer idade se divertem, desde os pequenos até os adolescentes. Nós viajamos com dois pequenos e um médio: Pedro, 10 anos; Zé Guilherme, 5 anos; Zé Henrique, 3 anos e concluimos que viajar com pequenos exige um esquema especial.

E a primeira coisa com o que nos preocupamos foi o percurso MIAMI – ORLANDO.

  • A Viagem Miami-Orlando

Fizemos o percurso de carro alugado e, de acordo com a lei americana, as crianças  precisam de cadeirinha (o de 10 anos nao precisava, só o cinto de segurança mesmo). Mas o aluguel das cadeirinhas quando você o faz pela empresa de aluguel de carros é exorbitante. Muito caro mesmo, ainda mais para quem vai ficar com o carro durante toda a viagem. O que fizemos então foi COMPRAR as cadeirinhas no Wal-Mart mais próximo (não lembro o endereço mas se alguem quiser posso pesquisar depois).

Zezinho no carro com cadeirinha
Zezinho no carro com cadeirinha
Zezinho no carro com cadeirinha

Lá, como já disse nesse post aqui, compramos não só as cadeirinhas do carro como também os carrinhos guarda-chuva indispensáveis e água para toda a viagem (já que a água no parque é muito cara e a do bebedouro tem gosto esquisito). Além de, é claro, biscoitinhos pra viagem, e queijo de spray (adooooorooo). Outra coisa que compramos por lá foi um leitinho fortificado chamado Pediasure que servia como um substituto nas horas em que as crianças se recusavam a comer. Depois chegamos no hotel e verificamos se estava tudo como o desejado. Havíamos pedido uma geladeira para as coisas das crianças, mas não colocaram e a gente acabou esquecendo de pedir, e ficou por isso mesmo. Não sentimos necessidade nenhuma da geladeira até porque não teríamos o que guardar nela…

ps.: durante a viagem precisamos parar diversas vezes para levar as crianças ao banheiro, dar um lanche e até mesmo para que elas descansassem um pouco do ambiente do carro. E os postos de parada na estrada são muito bons e bem padronizados, entao dá pra parar em qualquer um. Apesar da viagem ter ficado um pouco mais longa, as crianças não ficaram tão exaustas ou entediadas…

  • Nos Parques

Nos parques haviam algumas preocupações importantes. Uma delas era em não perder as crianças. E isso pode acontecer a qualquer momento, com qualquer um. Não é um sinal de descuido, os parques são muito grandes e cheios de atrativos para que os pequenos saiam andando e os pais nem percebam. Graças a Deus não tivemos nenhum problema, mas achamos melhor nos precaver. A primeira coisa que levamos daqui (mas pode e deve ser comprado por lá) são os macaquinhos/cachorrinhos/ursinhos – coleira. Eles ficam presos como uma mochilinha nas costas das crianças e os ‘rabinhos’ presos no pulso dos pais. Então se as crianças correm, os pais puxam, ou vão atras. É muito legal e vale a pena ser usado o TEMPO TODO!

Zè Henrique e Zé Guilherme de macaquinho... o rabinho do macaco vai no pulso da mãe!
Zè Henrique e Zé Guilherme de macaquinho… o rabinho do macaco vai no pulso da mãe!

Outra coisa que fizemos foram crachás. Prendemos nas camisas das crianças um crachá com nome, idade, nacionalidade e telefone de contato. Do outro lado tinha um bilhete dizendo “If I’m lost, please call my parents and take me to the Information Center” Sempre com uma bela bandeira do brasil pra deixar claro que eles falavam português (tem muito brasileiro trabalhando por lá)… O crachá até o Pedro carregou, mas o dele ficava pendurado numa cordinha no pescoço, enquanto os pequenininhos andavam com seus crachás presos nas blusas com alfinete de segurança.

Outro utensílio indispensável nos parques foram os carrinhos. Minha cunhada levou o carrinho do Zé Guilherme do Rio, e comprou um guarda-chuva lá no Wal-Mart. Usamos muito! Tanto para que as crianças descansassem quanto para pendurar as nossas tralhas. Porque ir para os parques com as crianças significava levar: água, lencinhos umedecidos, muda de roupa, casacos, capas de chuva, etc etc etc… tudo numa mochila pesada que ficava pendurada e abandonada no carrinho  (lá é tranquilo, é claro que não deixamos cameras ou dinheiro de bobeira, mas ninguém mexeu em nada…). Uma coisa importante: os parques têm estacionamento pra carrinhos (strolers em inglês) e se vc deixar o seu fora do lugar, os funcionários vão levar seu carrinho pro estacionamento mais próximo.

  • As atrações

Em algumas atrações há limite de altura, que deve ser respeitado em função da próprima segurança das crianças.  O Pedro já passou por todos os limites, o Zezinho foi barrado em algumas e o Ique em muitas. Mas na maioria das atrações em que eles foram barrados, nós achamos que eles nem se interessariam muito em ir mesmo… Há também uma série de brinquedos em que eles podem ir e que são bem pra idade deles. Além disso, encontrar os personagens é um grande barato para os pequenos.  É um pouco mais dificil se vc vai com um adolescente e uma criança pequena pq os interesses sao diferentes, e as filas dos personagens podem ser longas e demoradas… mas se vc está só com crianças, como nós estávamos, pegar o autógrafo, tirar as fotos, isso tudo faz parte da diversão! Não é, de forma alguma, ‘perder tempo’. Ah! e vale a pena comprar os livrinhos de autógrafo que eles vendem por lá…

  • Alimentação

Um fator importante e complicado foi a alimentação das crianças. Tivemos que prestar bastante atenção à isso pois os filhos do meu irmão não curtem muito comer… nada… coisa que eu, que como tudo, realmente não entendo. Mas uma boa solução foi fazer o Dining Plan. Isso porque com os table services nós nos obrigávamos a fazer uma refeição completa por dia fosse o café da manhã, o almoço ou o jantar e obrigávamos as crianças a terem um ‘momento próprio para comer’, sem outras distrações. Nos dias de café da manha completo, faziamos um lanche pela hora do almoço: chicken nuggets, cachorro-quente, corndogs, coisas desse tipo e um jantar um pouco melhor. Nas lanchontes mesmo tem sempre opções razoáveis pras crianças como nuggets com batatinha + cenourinha baby + 1 sobremesa  ou macarroni and cheese (com cenourinha e sobremesa), por exemplo. Em outros dias optamos por um almoço (como fizemos no Holywood Studios) ou um jantar. Como o almoço normalmente é tarde e a janta normalmente é cedo por lá, nesses dias essa refeição significava uma parada, onde as crianças tinham tempo pra sentar, descansar, comer com calma… e se divertir tb, pq a maioria dos restaurantes são temáticos, ou tem os personagens. Então parar para fazer uma refeição não é perder tempo, é preservar um pouco as crianças (e a gente também) e ainda aproveitar a magia da Disney. Eu gostei muito de termos o dining plan até porque os restaurantes (que nao sao lanchonetes) têm comida boa, entao não ficamos com aquela sensação de termos comido muito mal nos EUA. E outra coisa: como esses restaurantes e as refeições com personagens são mais caras que os lanches é muito mais fácil vc optar pelo lanche na hora H, mas já tendo feito o pagamento antecipado não tem erro: qualidade em primeiro lugar.

Parando pra um Jantar em Família - Alemanha/Epcot
Parando pra um Jantar em Família – Alemanha/Epcot

ALém disso, como estava bem quente, nos preocupamos muito em sempre dar um suco, um picolé, água, raspadinha ou uma fruta pra eles… alguma coisa que hidratasse as crianças (e usamos os ‘snacks’ do dining plan pra isso).

Ah! uma coisa importante: quando fizemos o dining plan compramos o plano de adulto para o pedro (10 anos). A porção de adulto era mto pra ele, mas a de criança era pequena e bastante limitada na maioria dos restaurantes. Então o que sobrava dele os outros pequenos comiam, ou a gente dividia entre a gente.

Porque um bom picolé tem o seu momento.
Porque um bom picolé tem o seu momento.
  • Compras

Bom, como eu não fiz uma viagem voltada para o lado consumista não tenho muitas dicas para dar sobre o assunto. A única coisa que preciso destacar é a loja do Wal-Mart Supercenter. Quando estávamos voltando de Orlando pra Miami resolvemos procurar um Wal-Mart para fazermos umas comprinhas de ultima-hora (e pra passar o tempo também). Acabamos indo parar num Supercenter que como o nome diz é gigante… e tem DE TUDO! Uma quantidade enorme de brinquedos, de video games, de tudo, a preço de banana. Vale muito a pena ir, só tem que tomar cuidado pra não perder a hora como nós quase fizemos…

Bom, acho que essas são as dicas que eu posso me lembrar. Não acho que dê pra dizer o que eles mais gostaram porque eles se divertiram muito em todos os parques e foi uma viagem muito mágica pra todos nós!

UPDATE:

Bom um monte de gente perguntou sobre os endereços do Wal-Mart. O que nós fomos na chegada para comprar a cadeirinha e que é o mais próximo ao Aeroporto Internacional de Miami, é 8651 N.W. 13Th Terrace, Miami, FL 33126, mas esse era pequeno. o endereço do supercenter realmente nao lembro (mas tem um monte de supercenter perto do aeroporto – dá pra ver no site com o zipcode do aeroporto que é 33101…

Leia também

disney_classic

março 22, 2009

6 Comentários

Islands of Adventure

setembro 6, 2009

3 Comentários

[…] O Blog Embarque Portão 5 tem vários posts sobre viagens para a Disney. Um post em especial, para quem tem filhos pequenos, merece a nossa atenção: esse aqui . […]

Greice
Responder

Olá, adorei as dicas. Obrigada.
Estou com viagem marcada para o dia 09/02/2013 e vou com meu marido, sogra e filho que irá completar 5 anos durante a viagem.
A minha dúvida é se o carrinho, que irei comprar no Walmart, irá suportar o peso do meu filho? Ele te o mesmo tamanho do Ze Guilherme. O Ze Guilherme usou o carrinho? Vcs levaram um carrinho para as todas as crianças?

Ana Carol
Responder

Olá,
Eu tbm gostaria de saber mais sobre o dinning plan!
Ñ ficou claro como e onde adquirir. Obrigada!

    marianammachado

    Oi Ana Carol. Eu estou viajando, quando voltar te explico melhor. Mas sinceramente nem sei se eles ainda tem o dinning plan… esse post ( e essa viagem) sao bastante antigas.

    Espero poder ajudar em breve.

    boa viagem!

Adriana Koch
Responder

Oi! Oque vc fez com a cadeirinha do carro na volta??? Trouxe junto??? Vale a pena???
Estou indo viajar em Agosto com minha filha de 9 anos e meu filho de 1 ano e 3 meses… estou com muitas dúvidas e medos…Adriana

Michelle
Responder

Bom dia onde eu encontro essa mochila macaquinho que fica nas costas da criança e no pulso da mamãe…. Preciso de duas…. Pode me ajudar?
Obrigada….

    marianammachado

    Oi Michelle. A gte comprou no walmart de la… mas ja vi vendendo em lojas aqui no rio. Ja vi tb no mercado livre… mas faz bastante tempo q compramos entao eu ja nem sei mais…

iane andrea
Responder

não entendi como vc comprou o dinning plain para o seu filho? do qeu se trata e como se compra?

    marianammachado

    Oi iane! te passei um email

Roberta
Responder

Oi, como vc fez para comprar as cadeirinhas para o carro… pode ir dirigindo de carro ate o supermercado com as criancas sem cadeirinha? No final da viagem o que fez com as cadeirinhas?

    Mauricio

    Oi, também gostaria de saber como vocês foram do Aeroporto até o WalMart. Com as crianças “soltas” no carro? Qual o risco de ser parado?

    marianammachado

    oi Mauricio. A gte usou os cintos de segurança normais do carro e arriscamos mesmo. Mas me lembro que a distância era bem curta. O que ja ouvi dizer é que parte da familia fica no aeroporto enquanto um vai comprar as cadeirinhas e volta pra buscar as crianças…é uma idéia…

Valéria
Responder

Oi Mariana, passei suas dicas para minha irmã que vai à Paris em julho com seus filhos de 6 e 3 anos… Ela adorou tudo e queria saber onde comprar as mochilinhas-coleira aqui no Brasil, em São Paulo.
Super obrigada….

Clarissa
Responder

Muito obrigada pelas dicas!
Eu gostaria de saber onde compro em Orlando os macaquinhos/cachorrinhos/ursinhos – coleira??
Muito obrigada!

    marianammachado

    Oi Clarissa! Essas “coleiras” são fáceis de achar em supermercados… no walmart tem com certeza.

[...] O blog Embarque Portão 5 tem vários posts sobre viagens para a Disney. Um post em especial merece a nossa atenção: esse aqui . [...]

lillia
Responder

gostaria de saber onde comprar carrinho de passeio para criança de 5 anos com + de 20 kg

elke
Responder

Oi Mariana.Viajaremos para Orlando em jan, eu, meu marido, meus filhos de 16 e 2 anos, estou em duvida qto a ir em excursao ou por conta propria, Todas as vezes fui por excursão, mas será a primeira vez deles.Ao mesmo tempo q penso q a excursao sera cansativa p o bb, penso q podemos nos atrapalhar ir por cota própria. O q vc acha ? Obrigada. Abs

    marianammachado

    Oi Elke, tudo bem? Que pergunta difícil, hehee… Eu particularmente prefiro ir sozinha, mas os grupos têm suas vantagens… De repente é uma boa listar os pros e contras de cada caso… aqui vão algumas coisas que eu pensei:

    Bom, pros adolescentes de 16 anos é sempre bacana viajar em grupo, pq eles conhecem outras pessoas, se divertem, fazem amigos e tal. Mas isso é mais quando os adolescentes viajam sozinhos… Acredito que o seu objetivo é ter uma viagem em família, onde todo mundo fique junto, certo? Então o grupo nao é tao necessário assim…

    Eu já viajei com grupo pra disney tb, mas particularmente acho viajar por conta própria bem melhor. Acho menos corrido principalmente por causa do bebe. e gosto da parte de fazer o planejamento de tudo antes… acho divertido! E como você ja foi à Disney, conhece os parques, nao me parece tão complicado…

    Agora, ir sem excursão tem seus riscos e acho que se você for sem o grupo uma boa solução é ficar nos hoteis do resort da disney, porque deles você consegue transporte para os parques facilmente. Ir sem excursão tb fica mais complicado a parte de ir do aeroporto de Miami para Orlando (caso vc nao consiga um voo direto pra orlando)… Mas se vocês falam ingles (pelo menos um pouquinho pra se virar) e dirigem é uma ótima alugar um carro pra essa ‘travessia’ Miami-orlando e vcs podem ficar com o carro o resto da viagem pra ir pros parques (só tem que comprar a cadeirinha do bebe, mas é coisa de 30 dolares) … tb nao sei te dizer como é feito o transporte para os parques que nao sao do complexo disney (universal, sea world, etc) pq todas as vezes que fui sozinha fiquei com o carro alugado e dirigi para os parques com a ajuda de um GPS…

    Enfim, acho que sem grupo a gente curte mais a viagem, o planejamento e até mesmo os dias por lá… vc tem mais liberdade para ir e vir… Mas por outro lado, o grupo dá mais segurança… e não é ruim ir em grupo, de forma alguma, é só uma questão de preferencia.

    Lá naquele site do Viajando para Orlando você pode conversar com um monte de gente sobre isso atraves do forum!

    Espero ter ajudado…

    Um beijo e boa viagem,
    Mariana

Renata Dipp
Responder

Mariana, ótimo relato! E abusando tb…. como vcs fizeram as reservas da refeição com os personagens? Abraços

    marianammachado

    Oi Renata. A gente fez todas as reservas por telefone. eles têm uma central so pra isso com atendentes que falam ingles e espanhol. E nós reservamos TUDO! as refeiçoes com personagens e os outros restaurantes tb… ficamos com medo de ir sem reserva pois éramos 9 pessoas… e foi a melhor coisa que fizemos. Eu recomendo reservar tudo com antecedencia de pelo menos 3 meses… Eu vi que dá pra fazer as reservas pelo site oficial tb… sem precisar ligar.

    Renata Dipp

    Mari, entrei no Viajando para Orlando e o Luiz Carlos criou no fórum um tópico de restaurante, e dentro (na 1ª pg) há um link direto para reservas. Já consegui reservar todos os restaurantes. Muito bom! Já estou toda expert agora hahaha! Muito obrigada pela ajuda!!
    Abraços, Rê.

Bia
Responder

Oi, Teté! Deu até vontade de arrumar umas crianças pra levar pra Disney. ;)

Thamila
Responder

Mariana, adorei…obrigada por dividir essas experiencias conosco, que pretendemos viajar com uma crianca de 4 anos, meu pequeno.
bjs

Gabriela
Responder

Mariana,

adoro ler os seus relatos e tenho acompanhado desde o começo. Parabéns!
Agora, gostaria de abusar e saber onde foi esse wal-mart supercenter que vc foi. Vc saberia o endereço?

Obrigada e parabéns mais uma vez!

Bjs
Gabriela

    marianammachado

    0i Gabriela! Te passei um email. Vou pesquisar e já te digo.
    Bjos.

Deixe um comentário

Seu email não será publicado.

Nome *

Email *

Site