Vantagens de desvantagens da previdência privada

A previdência privada é um tipo de investimento de longo prazo que cada vez mais vem atraindo brasileiros. A proposta é economizar para ter uma alternativa financeira e não depender apenas da Tabela INSS 2018. É fácil de fazer e envolve algumas vantagens. Saiba mais!


O que é e como funciona a previdência privada?

Todos os trabalhadores brasileiros com carteira assinada (sejam servidores públicos ou privados) possuem direito a uma aposentadoria pelo INSS. Ela pode chegar por tempo de contribuição ou por idade. Nos dois casos o valor nem sempre é dos mais agradáveis e por isso muitos buscam alternativas para manter a renda mensal alta. 
Uma opção de investimento pensando exclusivamente no momento da aposentadoria é a previdência privada. Ela funciona como um plano mensal. O investidor faz um planejamento de quanto deseja ganhar por mês quando se aposentar e quanto necessita pagar mensalmente para ficar com o salário o qual almeja. 

Todos os meses a previdência privada deve ser paga pelo investidor. Pode ser em débito em conta ou depósito bancário.

Vantagens da previdência privada

Garantir uma renda a mais mesmo que seja guardando dinheiro há suas vantagens. A aposentadoria do INSS não corresponde ao salário ganho do empregado e as vezes não chega nem perto disso. Pode ser uma renda muito pequena e será um problema para algumas famílias. Ter uma renda a mais será uma boa pedida pensando no futuro com a previdência privada. 


Mas há outros benefícios a serem levados em consideração. Um deles é a possibilidade de juntar dinheiro sem conseguir retirá-lo facilmente. Para algumas pessoas é a melhor ideia de economia porque dinheiro na conta corrente ou poupança fica de fácil acesso. O saque antecipado na previdência é possível mas envolve uma perda e ainda demora em média três dias para funcionar.
Outras vantagens da previdência privada são:
  • Rendimento maior que o da poupança;
  • Isenção fiscal para os clientes que declaram Imposto de Renda com formulário completo;
  • Pode alterar o valor e data de contribuição quando quiser;
  • No final do plano o resgate pode ser total ou em parcelas como um salário.
Pouca gente sabe mas não é necessário ficar no mesmo banco para manter a previdência. Como ela é um fundo de investimento pode ser migrada para outro banco sem problemas.

Desvantagens da previdência privada

Há desvantagens na previdência privada? Sim. Uma delas é manter o dinheiro guardado com perda caso haja um saque antecipado. Em caso de extrema necessidade o valor não retorna inteiro porque há os descontos de administração do serviço.
Em curto prazo não é um investimento vantajoso porque há as taxas administrativas e impostos incidindo sobre o valor acumulado. O ideal é um plano para ao menos quatro anos para se tornar muito melhor que a poupança.
Um dos pontos mais importantes é escolher bem a instituição financeira para fazer a previdência privada. Isso porque ela não é coberta pelo Fundo Garantidor de Crédito, o conhecido como FGC. Apenas poupança e conta corrente com algumas regras são cobertos. No caso do banco ou outra instituição quebrar, perde-se tudo.

FONTE

Comentários

Postagens mais visitadas